Cepea registra preços nominais recordes para carne e boi gordo

quarta-feira, 12 de março de 2014 16:47 BRT
 

SÃO PAULO, 12 Mar (Reuters) - Os preços da arroba do boi gordo e da carne bovina comercializadas no atacado paulista atingiram novos recordes nominais, apontou nesta quarta-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

O consumo interno elevado, exportações fortes e também uma oferta limitada de gado após a seca --que reduziu o número de animais prontos para o abate-- mantêm a tendência de alta das cotações neste início de março, afirmou o Cepea, da Universidade de São Paulo, em relatório.

Em termos reais, considerando a inflação (IGP-DI de janeiro de 2014), os valores atuais só perdem para novembro de 2010.

Na parcial de março, a carcaça bovina acumula valorização de 1,8 por cento no atacado da Grande São Paulo, com o quilo do produto sendo cotado a 8,08 reais na terça-feira, o maior valor da série histórica do Cepea iniciada em 2001, em termos nominais.

Já em valores corrigidos pela inflação, a média parcial de março da carcaça bovina, de 8,01 reais/kg, é superada apenas pela média de novembro de 2010, de 8,50 reais/kg.

"Apesar do preço elevado, a maioria dos colaboradores consultados pelo Cepea afirma que as vendas durante o período de Carnaval no varejo aumentaram, o que contribuiu para enxugar os estoques do produto", disse o Cepea.

Além da maior demanda interna, principalmente por cortes traseiros, as exportações seguem aquecidas, com destaque para os dianteiros, relataram agentes do mercado ao Cepea.

Do lado da oferta, a redução do abate de bovinos ou dos dias de operação das indústrias reforçou as altas de preços da carne.

"Em meio ao cenário de oferta restrita e escalas curtas, frigoríficos seguem relatando dificuldade para compra de animais. Muitas empresas acabam oferecendo preços maiores para realizar novas efetivações...", disse.   Continuação...