Inadimplência do consumidor cai em fevereiro, mas tendência é de reversão, diz Serasa Experian

quarta-feira, 12 de março de 2014 18:27 BRT
 

Por Aluísio Alves

SÃO PAULO, 12 Mar (Reuters) - A trajetória de queda da inadimplência do consumidor no Brasil está acabando e a tendência pode se reverter no curto prazo, diante do efeito da alta do juro básico sobre o custo do crédito, afirmou nesta quarta-feira à Reuters o economista-chefe da empresa de informações de crédito Serasa Experian, Luiz Rabi.

"Talvez em março ou abril essa tendência se reverta", disse Rabi. "A alta dos juros está dificultando para o consumidor pagar suas contas."

A inadimplência do consumidor no Brasil caiu 2,3 por cento em fevereiro ante mesmo mês de 2013, afirmou nesta quarta-feira a Serasa Experian, em comunicado à Reuters. Na comparação com janeiro, a queda foi de 1,7 por cento.

Nos últimos cinco meses as quedas na comparação anual vêm desacelerando, já mostrando tendência de reversão, disse Rabi.

Em outubro, a queda foi de 11,9 por cento ante mesma etapa do ano anterior. No mês seguinte, o declínio anual foi de 10,3 por cento, diminuindo novamente para 6,5 por cento em dezembro e para 4,0 por cento em janeiro.

Isso sinaliza que a trajetória de declínio da inadimplência do consumidor, em marcha desde o último trimestre de 2012, está se encaminhando para uma reversão.

Segundo o economista, esse cenário pode ficar ainda pior caso haja um aumento do desemprego nos próximos meses.

No fim de fevereiro, o Banco Central elevou pela oitava vez consecutiva a taxa básica de juro, em 0,25 ponto percentual para 10,75 por cento ao ano, numa tentativa de conter a inflação.