Produção de Tubarão Martelo, da Óleo e Gás, cai 8,6% em fevereiro

sexta-feira, 14 de março de 2014 13:06 BRT
 

SÃO PAULO, 14 Mar (Reuters) - A produção de petróleo do campo de Tubarão Martelo, uma das apostas da Óleo e Gás Participações, ex-OGX, para melhorar sua situação financeira, caiu 8,6 por cento em fevereiro na comparação com janeiro, segundo dados da empresa em recuperação judicial.

O volume produzido em fevereiro no campo foi de 10,37 mil barris/dia, contra 11,35 mil barris/dia em janeiro, informou na noite de quinta-feira a petroleira.

Procurada, a empresa não comentou o motivo da queda da produção.

A empresa de Eike Batista esclareceu ainda nesta sexta-feira que o campo não produziu gás em janeiro, diferentemente do informado no relatório de produção do primeiro mês do ano, permitindo comparação dos volumes produzidos.

O campo de Tubarão Martelo atingiu a marca de 1 milhão de barris produzidos, após três meses do início de produção, destacou a ex-OGX na véspera.

A produção de petróleo total da companhia apenas não caiu em fevereiro porque a empresa contou com a extração do campo de Tubarão Azul, também na Bacia de Campos, que está voltando a operar em fase de testes.

A produção em Tubarão Azul somou 105.513 barris de petróleo em fevereiro (3.768 barris/dia). A Óleo e Gás não registrou produção nesse campo em janeiro.

No início de março, a empresa indicou que a retomada de Tubarão Azul está sujeita a determinadas condições, como o estabelecimento de custos operacionais e financeiros.

Questionada sobre o assunto, a empresa disse apenas, por meio de sua assessoria de imprensa, que "a produção de Tubarão Azul está em andamento em fase de testes".   Continuação...