Posco vai reformular operações e evita investimento em mais capacidade

sexta-feira, 14 de março de 2014 13:51 BRT
 

SEUL, 14 Mar (Reuters) - O novo presidente-executivo do grupo siderúrgico sul-coreano Posco afirmou que a companhia vai reestruturar operações não ligadas à produção de aço e que não fará nenhum grande investimento para aumento de capacidade, numa mudança significativa ante a estratégia de seu antecessor.

O futuro presidente-executivo da Posco, Kwon Oh-joon, ex-chefe de tecnologia do grupo, afirmou que a empresa vai vender ativos não essenciais e listar afiliadas. A estratégia virá após uma onda de investimentos e aquisições, que deixou o quinto maior grupo produtor de aço do mundo com dívida elevada, submetendo-a a cortes em sua nota de crédito.

A Posco sofreu no ano passado a terceira queda anual consecutiva no lucro diante de excesso de capacidade de aço e demanda reduzida dos consumidores.

Com isso, a companhia vai reestruturar os negócios de energia e se focar em lítio, níquel, células combustível e tecnologia limpa de carvão.

A Posco também vai buscar fusões e aquisições nos negócios não ligados ao aço, como carvão limpo e "dar um passo amplo no corte de operações não essenciais", afirmou o executivo em reunião anual com acionistas.

A empresa, apoiada pelo bilionário investidor norte-americano Warren Buffett, afirmou em janeiro que reduzirá o investimento em 2014 em 14 por cento, uma vez que não previa qualquer crescimento de receita.

Nesta sexta-feira, Kwon afirmou que a Posco vai continuar tentando construir usinas siderúrgicas na Índia após anos de atrasos.

(Por Hyunjoo Jin)

 
Uma usina da siderúrgica sul-coreana, POSCO, em Pohang. O novo presidente-executivo do grupo siderúrgico sul-coreano Posco afirmou que a companhia vai reestruturar operações não ligadas à produção de aço e que não fará nenhum grande investimento para aumento de capacidade, numa mudança significativa ante a estratégia de seu antecessor. 25/07/2013 REUTERS/Lee Jae-Won