March 14, 2014 / 7:09 PM / in 3 years

Brasil crê em ganhos na venda de frango para Ásia apesar de gripe aviária

3 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO, 14 Mar (Reuters) - O Brasil acompanha com atenção os surtos de gripe aviária em países asiáticos, onde vê grandes chances de expandir vendas de carne de frango, apesar do impacto negativo inicial com a doença que levanta desconfianças no consumidor, disse nesta sexta-feira o presidente da associação que reúne a indústria brasileira.

"A primeira reação é a redução do consumo. Isso afeta as plantas locais, porque cria desconfiança, mas depois o consumo volta com intensidade", disse o presidente da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Francisco Turra, ressaltando que o potencial crescimento futuro é enorme.

Surtos de gripe aviária têm sido registrados na China, Coreia do Sul e Hong Kong, levando esses países a reduzirem parte do seu plantel de aves para conter avanço da doença.

Em entrevista à Reuters, Turra ressaltou a dificuldade para controlar a gripe aviária nos países asiáticos, onde aves migratórias são consideradas fontes suspeitas do surto. Já a dimensão continental do Brasil facilita o controle local, favorecendo o país nesta questão, acrescentou.

O Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo.

A maior parte da expectativa de crescimento das vendas nos próximos anos será na Ásia, disse o executivo.

Ele aponta a possível abertura de novos mercados, como na Indonésia, Myanmar, Vietnã e Malásia, entre outros, além da expectativa da habilitação de novas plantas na China.

A China recentemente habilitou mais cinco unidades avícolas brasileiras para exportação àquele mercado, elevando para um total de 29 unidades.

Já a Malásia enviará missão técnica ao Brasil no início do próximo mês, para vistoriar unidades e avaliar condições da indústria de carne de frango no país.

"Praticamente, toda a abertura de novos mercados se concentra basicamente na Ásia... No futuro, dos novos mercados que se abrem, muita da nossa esperança está na Ásia", disse o executivo.

Potencial De Crescimento

O executivo evitou fazer projeções sobre o potencial de vendas para os mercados asiáticos, mas ponderou que a região engloba países de grande população e baixo consumo de carne de frango, com grande potencial de crescimento.

Ele apontou que o consumo em alguns países não chega a 4 kg por habitante/ano, enquanto no Brasil está marca é de cerca de 40 kg por habitante/ano.

No ano passado, 29 por cento das exportações brasileiras de carne de frango foram para a Ásia, sendo o segundo principal destino por região para o país, atrás do Oriente Médio.

A gripe aviária já teve reflexos nas vendas externas de carne de frango do Brasil, em meio à demanda de alguns países asiáticos que estão buscando origens com mais garantias de segurança.

As exportações brasileiras de carne de frango totalizaram 589,9 mil toneladas nos dois primeiros meses de 2014, resultado 1,4 maior em relação ao mesmo período do ano passado. Somente para Hong Kong, importante destino na região, o crescimento em volume no período foi de quase 32 por cento.

Por Fabíola Gomes

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below