Bolsas dos EUA fecham em queda antes de referendo na Crimeia

sexta-feira, 14 de março de 2014 18:16 BRT
 

NOVA YORK, 14 Mar (Reuters) - As bolsas de valores norte-americanas fecharam em queda nesta sexta-feira, com os três principais índices acionários recuando na semana, diante da crescente preocupação com as tensões entre Ucrânia e Rússia antes do referendo na Crimeia no fim de semana.

O índice Dow Jones recuou 0,27 por cento, para 16.065 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,28 por cento, para 1.841 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,35 por cento, para 4.245 pontos.

O S&P encerrou o dia abaixo do nível técnico de 1.850 pontos pelo segundo dia seguido. O índice também acumulou perdas de 2 por cento na semana, a maior desde o fim de janeiro.

Ainda na semana, o Dow Jones teve baixa de 2,35 por cento e o Nasdaq perdeu 2,1 por cento.

Moscou enviou mais tropas e blindados para a Crimeia nesta sexta-feira e repetiu a ameaça de invadir outras partes da Ucrânia em resposta à violência ocorrida em Donetsk na noite de quinta-feira. A decisão russa ocorreu apesar das demandas do Ocidente para que o país diminua as tensões.

Os mercados globais acionários foram pressionados, mas o ouro e o iene se fortaleceram diante da decisão de investidores de aplicar em ativos considerados mais seguros. O índice de volatilidade CBOE, considerado termômetro de medo de Wall Street, subiu 9,9 por cento, para 17,82.

A razão "principal para o desempenho negativo nas ações e nos ativos de risco nesta semana" são as tensões entre a Ucrânia e a Rússia, disse o vice-presidente-sênior da BB&T Wealth Management, Bucky Hellwig.

"O referendo deste fim de semana e a resposta a ser dada pelo mundo e pela Rússia" criaram muita incerteza, disse Hellwig.

(Reportagem de Angela Moon)