Petrobras deve elevar importação de gasolina em 2014; reduzir diesel--fonte

segunda-feira, 17 de março de 2014 16:55 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 17 Mar (Reuters) - As importações de gasolina pela Petrobras deverão quase dobrar em 2014, com a estatal correndo para atender ao crescimento do consumo interno de combustíveis, disse à Reuters uma fonte da indústria familiarizada com o assunto.

As importações de gasolina estão previstas para atingir cerca de 60 mil barris/dia na média de 2014, ante 32 mil barris/dia em 2013, disse a fonte do setor, pedindo para não ser identificada.

Já as importações de diesel deverão cair para volumes entre 150 mil e 160 mil barris/dia, contra 174 mil barris/dia em 2013.

O início da operação da Refinaria do Nordeste (Rnest), no último trimestre de 2014, amenizará a necessidade de importação, especialmente de diesel, na média do ano.

"Serão dois meses cheios de refino da Rnest e isso vai influenciar bastante na média anual de importação", afirmou a fonte.

A primeira fase da Rnest tem previsão de início de operações em novembro de 2014, com capacidade de 115 mil barris de petróleo por dia (o chamado trem 1), segundo a Petrobras.

A refinaria em Pernambuco será a unidade da Petrobras com a maior taxa de conversão de petróleo em diesel: o equivalente a 70 por cento de sua produção.

(Por Rodrigo Viga Gaier)