Sinopec vai reestruturar ativos com foco em não-combustíveis

terça-feira, 18 de março de 2014 11:12 BRT
 

PEQUIM/HONG KONG, 18 Mar (Reuters) - A maior refinaria de petróleo da Ásia, a Sinopec, vai montar uma companhia para administrar sua vasta rede de lojas de conveniência no maior mercado automotivo do mundo, a China, para impulsionar as vendas de outros itens além de combustíveis em seus postos antes de uma potencial venda.

O anúncio chega depois que a Sinopec, que opera a maior rede de postos de combustíveis do mundo, revelou um plano no mês passado para vender até 30 por cento de seu enorme negócio de marketing, que inclui lojas de conveniência, postos de combustível e também oleodutos e instalações de armazenamento de produtos de petróleo.

A venda pode levantar entre 10 bilhões a 20 bilhões de dólares e impulsionar o valor do negócio de marketing de margem baixa, fortalecer as finanças do grupo, que estão em deterioração, e reforçar o investimento em exploração e produção, dizem analistas.

A Sinopec disse na terça-feira que está buscando reduzir os custos de aquisição para suas lojas de conveniência e que também lançou serviços de fast-food em parceria com algumas companhias estrangeiras em cerca de 1 por cento de seus 30 mil postos.

A Sinopec lançou suas primeiras lojas de conveniência sob a marca "Easy Joy" mais de cinco atrás. A companhia de Hong Kong listada em Xangai hoje tem 23 mil lojas do tipo, com vendas que totalizaram 13,3 bilhões de iuanes (2,15 bilhões de dólares) em 2013, disse a companhia.

(Por Chen Aizhu, Charlie Zhu, e Michel Rose)