Declarações de Putin fazem ações europeias fecharem em alta

terça-feira, 18 de março de 2014 15:00 BRT
 

Por Atul Prakash

LONDRES, 18 Mar (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta terça-feira, trocando de sinal no fim da sessão, após declarações do presidente russo, Vladimir Putin, aliviarem preocupações com a possível escalada das tensões na Ucrânia.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, avançou 0,67 por cento, a 1.306 pontos.

A bolsa de valores respirou aliviada após Putin, desafiando protestos ucranianos e sanções ocidentais, assinou tratado na tornando a Crimeia parte da Rússia mas afirmou que não planeja ocupar quaisquer outras regiões da Ucrânia.

A notícia alimentou expectativas de que o mercado retomará o recente rali após cair por tensões geopolíticas na Ucrânia e preocupações com a desaceleração da economia chinesa.

"O mercado tinha, corretamente, mostrado preocupação com a possibilidade de a próxima manobra de Putin ser outra das províncias do leste da Ucrânia", disse o estrategista do Macquarie, Daniel McCormack. "Ele estar minimizando as expectativas a esse respeito é obviamente positivo".

Apesar disso, maior crise entre a Rússia e os Estados Unidos desde o fim da Guerra Fria deve manter os investidores cautelosos.

Na segunda-feira, os Estados Unidos e a União Europeia impuseram sanções a diversas autoridades da Rússia e da Ucrânia acusadas de envolvimento na ação militar na Crimeia.

"Há muita incerteza ainda", afirmou operador vendas da ABN AMRO, Frank Bonsee, acrescentando que o mercado poderia andar de lado no curto prazo. "Há muitas questões a serem respondidas: Qual será a próxima rodada de sanções? Quão forte elas serão?"   Continuação...