Venda de fertilizante no Brasil sobe 19,5% em fevereiro, diz Anda

terça-feira, 18 de março de 2014 19:17 BRT
 

SÃO PAULO, 18 Mar (Reuters) - As vendas de fertilizantes no Brasil cresceram 19,5 por cento em fevereiro ante um ano atrás, para 2,1 milhões de toneladas, puxada pela demanda para o cultivo de algodão e da segunda safra de milho , informou nesta terça-feira a associação que reúne a indústria.

A necessidade de adubação de cobertura nas lavouras de arroz na região Sul, que puxou a comercialização de adubos nitrogenados, também colaborou para a alta no período, acrescentou a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda).

No bimestre, a comercialização somou 4,29 milhões de toneladas, alta de 13,8 por cento ante igual período do ano passado.

A demanda fez com que as importações de fertilizantes subissem 36 por cento em fevereiro, para 1,46 milhão de toneladas. Nos dois primeiros meses do ano, as importações cresceram 27 por cento, totalizando 3 milhões de toneladas.

A produção nacional no primeiro bimestre de 2014 caiu 18,6 por cento, para 1,2 milhão de toneladas, em relação aos dois primeiros meses de 2013.

O Brasil importa cerca de 70 por cento de seu consumo anual de fertilizantes.

O Estado do Mato Grosso, maior produtor de milho segunda safra no país, concentrou o maior volume de entregas no período, somando 902 mil toneladas.

O Paraná veio em segundo lugar no ranking, com 580 mil toneladas, e São Paulo foi o terceiro, com 562 mil toneladas adquiridas.

(Por Fabíola Gomes)