China busca carne bovina para saciar apetite da classe média; Brasil é opção

terça-feira, 18 de março de 2014 21:30 BRT
 

Por Naveen Thukral e Dominique Patton

CINGAPURA/PEQUIM, 18 Mar (Reuters) - Evitando as restrições de Pequim às importações, fontes da indústria estimam que centenas de milhares de toneladas de carne bovina, provenientes de países como Brasil e Índia, foram contrabandeadas para a China através dos vizinhos Hong Kong e Vietnã.

O enorme comércio não oficial reflete o apetite da China por carne bovina. As importações oficiais quadruplicaram no ano passado, como a crescente classe média demandando mais alimentos ricos em proteína.

Pequim deve levantar em breve as restrições à importação de carne bovina do Brasil relacionadas ao registro de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), conhecida como "mal da vaca louca". O gigante asiático também deve finalizar um acordo para permitir a entrada de carne de búfalo importada da Índia, uma vez que outros canais de fornecimento estão encolhendo.

A Austrália, que respondeu por cerca de metade das importações oficiais da China no ano passado, enfrenta uma queda na produção.

A seca obrigou os criadores de gado do terceiro maior exportador de carne do mundo a abater vacas, alimentando temores de uma escassez global de carne bovina iminente, uma vez que o rebanho dos Estados Unidos, seu principal exportador concorrente, está no menor tamanho em seis décadas.

Com o andamento de medidas para aliviar as restrições às importações, o Brasil e a Índia estão lutando para alcançar uma fatia maior do mercado de carne bovina da China e preencher a lacuna deixada pela Austrália.

A estimativa é que as importações de carne bovina no mercado paralelo sejam superiores às importações oficiais, de 400 mil toneladas no ano passado.

"Isto não é fácil de estimar, mas de acordo com a indústria poderia ser de cerca de um milhão de toneladas, mais de duas vezes as importações oficiais", disse Meng Qingxiang, professor da Universidade de Agricultura da China, em Pequim.   Continuação...