Eneva adia térmica Parnaíba II; analisa alternativa para levantar capital

quinta-feira, 20 de março de 2014 10:54 BRT
 

SÃO PAULO, 20 Mar (Reuters) - A empresa de energia elétrica Eneva adiou para até o segundo semestre de 2014 o início da operação comercial da termelétrica Parnaíba II, em Santo Antônio dos Lopes, no Maranhão.

Com as atividades da usina, a MPX previa alcançar a marca de 1.425 MW operacionais no complexo Parnaíba, que atualmente conta com as operações das usinas Parnaíba I (676 MW), Parnaíba III (176 MW) e Parnaíba IV (56 MW).

A companhia afirmou que está analisando todos os aspectos do projeto para acelerar o cronograma de implantação da usina, não informando o motivo pelo qual o início da operação foi postergado. Procurada, a empresa não se manifestou de imediato.

No comunicado, a Enerva disse ainda que fez um hedge parcial de sua exposição ao mercado de curto prazo, e que está analisando alternativas para fortalecer sua estrutura de capital, incluindo potencialmente a venda de ativos ou um aumento de capital.

"Até a presente data, a Eneva não recebeu oferta vinculante ou assinou documentos relativos a estas alternativas, em linha com os processos em curso", disse.

Às 10h49, as ações da empresa subiam 5,39 por cento, a 1,76 real, enquanto o Ibovespa tinha queda de 0,8 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr., edição Marcela Ayres)