Ministério das Finanças russo não vê grande impacto imediato de sanções

sexta-feira, 21 de março de 2014 14:35 BRT
 

MOSCOU, 21 Mar (Reuters) - O vice-ministro das Finanças russo, Alexei Moiseev, afirmou nesta sexta-feira que não espera um grande impacto imediato das sanções do Ocidente ao setor financeiro da Rússia, e argumentou que o perfil de crédito do país não piorou.

"Por enquanto, não vejo consequências severas para o setor financeiro", disse Moiseev a jornalistas às margens de uma conferência empresarial.

Os Estados Unidos impuseram uma segunda rodada de sanções a Moscou na quinta-feira e a União Europeia também deve anunciar medidas devido às ações da Rússia para anexar a região da Crimeia, tomada da Ucrânia no mês passado.

Moiseev também criticou o rebaixamento da perspectiva de crédito da Rússia por agências de classificação, dizendo que não há base para isso.

Na quinta-feira, tanto a S&P quanto a Fitch revisaram a perspectiva de longo prazo da dívida russa para "negativa", de "estável".

(Reportagem de Oksana Kobzeva)

 
O vice-ministro das Finanças russo, Alexei Moiseev, durante evento em janeiro, em Hong Kong. Moiseev afirmou nesta sexta-feira que não espera um grande impacto imediato das sanções do Ocidente ao setor financeiro da Rússia. 13/01/2014 REUTERS/Tyrone Siu