Profarma anuncia associação com AmerisourceBergen para aumento de capital

segunda-feira, 24 de março de 2014 10:09 BRT
 

SÃO PAULO, 24 Mar (Reuters) - A distribuidora de medicamentos Profarma anunciou nesta segunda-feira uma associação estratégica com a norte-americana AmerisourceBergen Corporation, envolvendo um aumento de capital de até 335,6 milhões de reais.

Com a operação, a AmerisourceBergen pode chegar a ter 19,9 por cento das ações da Profarma após a subscrição de novos papéis ao preço de 22,50 reais cada, prêmio de 27,1 por cento sobre o fechamento da ação na sexta-feira, quando encerrou o pregão cotada a 17,70 reais.

Em fato relevante, a Profarma informou que a injeção de capital será feita através da cessão pela BMK, holding controladora da Profarma, do seu direito de preferência na subscrição de ações de emissão da companhia.

Os recursos serão utilizados principalmente para financiamento da estratégia de crescimento, disse a Profarma, que também anunciou nesta segunda a criação da Profarma Specialty, joint venture com a AmerisourceBergen para atuação em especialidades farmacêuticas.

As companhias deterão, cada uma, 50 por cento de participação no negócio, sendo que a Profarma contribuirá com seus ativos operacionais direcionados ao segmento, citando participações recentemente adquiridas na Prodiet e Arpmed, além de ativos da divisão Hospitalar e Vacinas.

No âmbito da joint venture, a AmerisourceBergen fará um aporte primário de 40 milhões de reais, e um aporte secundário de 21,3 milhões por meio de aquisição de ações adicionais.

"A associação permitirá à companhia dar continuidade ao movimento iniciado com as recentes aquisições da Prodiet e da Arpmed para consolidar sua posição no mercado de especialidades farmacêuticas aproveitando-se da tecnologia e know-how para gerenciamento de vendas e distribuição de especialidades da AmerisourceBergen, uma das maiores companhias fornecedoras de serviços e produtos farmacêuticos do mundo", disse a Profarma.

A empresa acrescentou que a operação está sujeita cumprimento de determinadas condições.

A operação será submetida à apreciação em assembleia geral extraordinária de acionistas.

(Por Marcela Ayres)