Claro passa a oferecer 4G a usuários pré-pagos e de planos pós "controle"

segunda-feira, 24 de março de 2014 14:12 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Claro oferece a partir desta segunda-feira Internet móvel de quarta geração sem custo adicional a todos os usuários pré-pagos e de linhas pós-pagas do tipo "controle" que tenham planos 3G e aparelhos compatíveis com a tecnologia 4G. A estratégia é uma tentativa de migrar sua base de clientes para serviço de maior velocidade e faturar mais com serviços de dados.

Segundo o diretor de serviços de valor agregado da Claro, Alexandre Olivari, a operadora aposta que ao melhorar a experiência do usuário por meio do 4G, conseguirá aumentar a demanda por franquias maiores de dados. Atualmente, no pré-pago, a diária mínima de plano de dados, de 10 megabytes, custa 0,60 real.

Até agora, o 4G da Claro estava disponível apenas a usuários pós-pagos.

"Como fizemos um investimento significativo na rede 4G, queremos que as pessoas usem essa rede, que tem muita capacidade de tráfego", disse Olivari à Reuters.

No ano passado, a Claro, do grupo mexicano América Móvil, investiu 500 milhões de reais na construção de sua rede 4G, disse o executivo. Atualmente, a cobertura inclui 78 cidades, sendo que praticamente metade desse número foi coberta nos últimos três meses.

A Claro tem 300 mil clientes com aparelhos 4G, sendo que 25 por cento desse total são usuários pré-pagos, que até então só utilizavam Internet 3G.

A base de clientes de Internet móvel da Claro é de 68,7 milhões de usuários, segundo dados de dezembro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), com fatia de 25 por cento do mercado -- em terceiro lugar, depois de Vivo (28 por cento) e TIM (27 por cento).

"Obviamente, teremos agora foco maior em ofertar 4G, incluindo aparelhos para públicos controle e pré-pago", disse Olivari.

(Por Luciana Bruno)