Crescimento dos EUA no 4º tri de 2013 é elevado para 2,6%

quinta-feira, 27 de março de 2014 10:32 BRT
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON, 27 Mar (Reuters) - O crescimento econômico dos Estados Unidos foi um pouco melhor no quarto trimestre do ano passado do que anteriormente estimado, mostrando uma solidez nos fundamentos que pode reforçar visões de que a desaceleração na atividade no começo do ano foi temporária.

O cenário econômico também recebeu impulso de outro dado nesta quinta-feira mostrando que os novos pedidos de auxílio-desemprego caíram na semana passada para o menor nível em quase quatro meses.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu a uma taxa anual de 2,6 por cento, disse o Departamento de Comércio nesta quinta-feira, uma alta ante o ritmo de 2,4 por cento divulgado no mês passado.

A revisão, que ficou em linha com as expectativas dos economistas, reflete um ritmo mais forte dos gastos de consumidores do que foi estimado anteriormente.

Embora o ritmo revisado de expansões tenha sido ainda significativamente menor do que a taxa de 4,1 por cento registrada no trimestre de julho a setembro, a composição do crescimento no quarto trimestre sugere uma força intrínseca na economia.

Os gastos dos consumidores, que respondem por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA, foram elevados fortemente e o ritmo de reabastecimento das empresas não foi tão robusto como estimado anteriormente.

Além disso, os gastos empresariais com equipamentos foi um pouco mais forte do que havia sido estimado e a queda nos gastos do governo foi um pouco menos pronunciada.

Em um relatório separado, o Departamento do Trabalho informou que os novos pedidos de auxílio-desemprego caíram em 10 mil, para 311 mil em dados ajustados sazonalmente, o menor nível desde novembro.   Continuação...