Oposição protocola pedido de CPI da Petrobras no Senado

quinta-feira, 27 de março de 2014 14:48 BRT
 

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA, 27 Mar (Reuters) - - A oposição no Senado protocolou pedido para criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e investigar denúncias de irregularidades envolvendo a Petrobras, num movimento que pode criar desgaste à presidente Dilma Rousseff no ano em que tenta a reeleição.

O documento, apresentando pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR), reúne 28 assinaturas, uma a mais do necessário para a criação da CPI. Além dos senadores de oposição, apoiaram a investigação parlamentares do PP, PMDB, PDT e PSD, que fazem parte da base aliada, além dos senadores do PSB, que deixou a coalizão do governo no ano passado.

O requerimento para viabilizar a CPI ainda precisa ser lido em plenário. A partir da leitura, começa a contar o prazo para que os senadores que mudarem de ideia possam retirar suas assinaturas, período que se encerra à meia-noite do dia em que o pedido for lido em plenário, segundo a Secretaria-Geral.

O momento da leitura depende, no entanto, de uma decisão política. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse a jornalista que irá discutir um "calendário" com os líderes de bancada da Casa para definir, inclusive, quando o requerimento será levado a plenário.

Renan, que já vinha dando declarações desfavoráveis à investigação, disse nesta quinta-feira que a CPI irá "montar um palanque" pouco antes das eleições de outubro, mas admitiu que não há como deter o processo.

"É evidente que CPI em ano eleitoral mais atrapalha do que ajuda", disse o presidente a jornalistas. "Mas agora não há mais o que fazer."

O senador Álvaro Dias, que desde a quarta-feira à noite já anunciava ter obtido as assinaturas necessárias no Senado, disse não acreditar que seus colegas que assinaram mudarão de ideia.

"Eu acredito na respeitabilidade dos senadores que assinaram. Não creio que se retirem as assinaturas, seria uma desmoralização completa de quem retirar as assinaturas", disse a jornalistas, após protocolar o requerimento.   Continuação...

 
Vista geral do Congresso Nacional, em Brasília. Senadores protocolaram as assinaturas necessárias para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado para investigar denúncias de irregularidades envolvendo a Petrobras, informou nesta quinta-feira a assessoria do senador Álvaro Dias (PSDB-PR), responsável pela apresentação do pedido na Secretaria-Geral da Casa. 20/01/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino