Abate de bovinos no Brasil cresce em 2013; tem 2º recorde anual seguido

quinta-feira, 27 de março de 2014 11:30 BRT
 

SÃO PAULO, 27 Mar (Reuters) - O abate de bovinos no Brasil, maior exportador de carne do mundo, subiu 10,6 por cento em 2013 ante 2012, com 34,4 milhões de cabeças abatidas, informou nesta quinta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Com um consumo interno firme e exportações fortes em 2013, o setor alcançou um recorde de abates pelo segundo ano consecutivo.

O abate de bovinos no quarto trimestre de 2013 somou 8,9 milhões de cabeças, alta de 0,3 por cento ante o recorde do trimestre anterior e de 8,6 por cento em relação ao mesmo período de 2012.

"O aumento das exportações de carne bovina foi um dos principais contribuintes para o aumento dos índices de produção de carne bovina no Brasil", disse o IBGE em relatório.

A exportação da carne bovina do Brasil em 2013 atingiu o valor recorde de 6,6 bilhões de dólares, alta de 13,9 por cento ante o ano anterior, e um volume de 1,5 milhão de toneladas, 19,4 por cento a mais que em 2012, segundo dados da indústria.

Para 2014, a Abiec (associação dos exportadores do Brasil) prevê que o Brasil supere o recorde de volume exportado registrado em 2007, com embarques de 1,8 milhão de toneladas, o que tem se refletido nos preços da arroba bovina, em valores recordes nominais.

AVES E SUÍNOS

No acumulado de 2013, o IBGE registrou o abate de 5,6 bilhões de unidades de frango, aumento de 6,8 por cento em relação a 2012, alcançando novo recorde.

No quarto trimestre de 2013, o abate do maior exportador mundial de carne de frango, de 1,4 bilhão de cabeças, marcou o melhor desempenho entre os quartos trimestres na série histórica iniciada em 1997, com um aumento de 9 por cento na comparação anual.   Continuação...