Desembolsos do BNDES sobem 35% no 1º bimestre, impulsionados por infraestrutura

quinta-feira, 27 de março de 2014 13:10 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no primeiro bimestre de 2014 somaram 28,5 bilhões de reais, uma alta de 35 por cento ante o mesmo período de 2013, em resultado impulsionado pelo segmento de infraestrutura.

Houve um crescimento de 82 por cento nos desembolsos para o setor de infraestrutura nos primeiros dois meses do ano, somando 9,8 bilhões de reais, informou o banco em comunicado nesta quinta-feira.

"O bom desempenho reflete, em grande parte, os desembolsos aos segmentos de transportes (logística), relacionados às concessões de aeroportos, rodovias e investimentos em metrô, principalmente", informou o BNDES.

As liberações da linha BNDES Finame somaram 14,1 bilhões de reais, para aquisição de máquinas e equipamentos, ônibus e caminhões, principalmente -- aumento de 38,2 por cento.

Já para as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), o BNDES destinou 11,5 bilhões no primeiro bimestre, com a realização de 165,8 mil operações, respondendo por 41 por cento das liberações totais do banco.

Na indústria, houve alta de 25 por cento nos desembolsos, a 8,5 bilhões de reais, com destaque para os segmentos de química e petroquímica e material de transporte.

Em direção oposta aos desembolsos, as aprovações, as consultas e os enquadramentos registraram recuos na comparação bimestral. As aprovações caíram 18 por cento, para 20,8 bilhões. As consultas recuaram 21 por cento, para 17,7 bilhões; e os enquadramentos caíram 4 por cento, a 26,8 bilhões de reais.

(Por Anna Flávia Rochas)