Companhias aéreas alertam para perda de jogos da Copa se houver caos aéreo

quinta-feira, 27 de março de 2014 20:22 BRT
 

SANTIAGO, 27 Mar (Reuters) - As maiores companhias aéreas da América Latina alertaram para atrasos e desvios de voos durante a Copa do Mundo no Brasil quando os visitantes chegarem em grande número aos aeroportos já superlotados do país, o que fará com que alguns torcedores se atrasem para jogos ou até mesmo os percam.

"O problema vai ser que você não vai ter um lugar para pousar o avião, então você vai passar três horas voando em círculos", disse nesta quinta-feira o brasileiro German Efromovich, que controla a companhia aérea colombiana Avianca, em um show aéreo em Santiago.

"E então você voa para outra cidade a 300 quilômetros e coloca os passageiros em um ônibus e eles chegam para o jogo depois que já acabou." "Aí vamos ver o que acontece", disse Efromovich.

As operadoras temem que os torcedores possam culpá-las por todos os problemas logísticos que lhes fizerem perder jogos pelos quais pagaram centenas de dólares na Copa, que começa em 12 de junho.

"Eu não sei quem vai ganhar os jogos, mas as companhias aéreas vão perder com a Copa do Mundo", afirmou Enrique Cueto, presidente-executivo da maior companhia da região, a LATAM Airlines.

"Se você fizer as coisas direito nas operações, você pode acabar com um empate", disse ele . "Se dão errado e você não chegar a um jogo na hora certa, em breve você vai ver o que terá".

As companhias aéreas já demonstraram suas preocupações com possíveis multas do governo brasileiro por voos atrasados ​​e malas perdidas.

Boa parte dos maiores aeroportos brasileiros estão funcionando além da capacidade após anos de negligência pela operadora estatal, a Infraero.

Com os minutos sendo contados para o apito inicial dentro de dois meses e meio, o aeroporto mais movimentado do Brasil, em São Paulo, ainda está correndo para concluir um novo terminal e outros aeroportos estão preparando tendas temporárias para receber o elevado fluxo de passageiros.

"Acho que vai ter custos para o setor, mas, tudo bem, o espetáculo vai ser maravilhoso", disse Cueto.

(Reportagem de Anthony Esposito e Felipe Iturrieta)