Indústria de frango no Brasil pode ver margens melhores em 2014, diz Rabobank

sexta-feira, 28 de março de 2014 15:38 BRT
 

SÃO PAULO, 28 Mar (Reuters) - Fundamentos favoráveis, como a esperada safra recorde de grãos e boa demanda, podem servir como base para uma melhora das margens na indústria avícola do Brasil, disseram os analistas do Rabobank em relatório nesta sexta-feira.

"O cenário para a indústria está melhorando devido a expectativas de safra recorde de grãos. Os custos com ração têm sido menores no primeiro trimestre de 2014 versus o ano anterior", disse o Rabobank.

Os grãos são o item de maior peso no custo de produção de aves no país, porque puxam o valor da ração usada na alimentação.

Já a demanda deverá ser sustentada internamente, por conta da Copa do Mundo e das eleições no Brasil, eventos que impulsionam o consumo por proteínas.

O preço elevado da carne bovina, que atingiu recorde no país recentemente, também é outro fator que favorece o consumo de carne de frango, porque leva os consumidores a buscarem proteínas relativamente mais baratas, como o frango.

"Estes fundamentos mais favoráveis, juntamente com o contínuo elevado preço doméstico da carne bovina, devem ser a base para margens melhores em 2014", concluíram os analistas.

A instituição ponderou que a sustentação das margens depende de um crescimento da oferta de carne de frango.

O Rabobank também vê boa performance para a avicultura brasileira no mercado externo, sendo favorecida por mais depreciações do real contra o dólar.

Neste sentido, o Rabobank alerta que esta performance no mercado externo será um fator determinante para os preços domésticos da carne de frango. O Brasil é o maior exportador global desse produto.

(Por Fabíola Gomes)