Uruguai e Peru estão na frente para possível melhora de rating, diz Moody's

domingo, 30 de março de 2014 11:04 BRT
 

COSTA DO SAUÍPE, Bahia, 30 Mar (Reuters) - O Uruguai e o Peru são os primeiros países latino-americanos na linha de frente para possível elevação de rating pela agência de classificação de risco Moody's, num momento em as expectativas de que melhoras no risco soberano na região são escassas.

"Uruguai e Peru têm uma visão positiva por um tempo, por isso temos de resolver o que vamos fazer", afirmou à Reuters o analista-sênior da Moody's Mauro Leos, durante reunião do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Atualmente, a Moody's tem perspectivas positivas para quatro países da América Latina: Uruguai, Peru, Colômbia e Jamaica. Depois de atribuir uma perspectiva positiva ou negativa sobre a classificação, a empresa pretende tomar uma decisão sobre a possibilidade de ajustá-lo dentro de 18 meses.

Ele disse que o rating "Baa3" do Uruguai, apesar de estar lutando com inflação alta e persistente baixo crescimento económico, continua sendo um país de baixo risco para os investidores devido às suas necessidades de financiamento muito confortáveis.

"O governo tem posições de caixa muito fortes que lhe permite cobrir até 18 meses de pagamento da dívida. Não só isso, eles também têm linhas de contingência que lhes dão mais seis meses no valor de pagamento da dívida ", disse Leos.

Quanto ao Peru, atualmente avaliado em "Baa2" , a Moody's está otimista sobre as políticas favoráveis ​​ao mercado e boa gestão fiscal que garantiram uma década de forte investimento privado e crescimento econômico robusto.

Ele disse que a capacidade de sustentar taxa de crescimento elevada é um elemento chave na análise da Moody's para a América Latina.