TAM quer manter liderança com rentabilidade no Brasil

segunda-feira, 31 de março de 2014 16:32 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A TAM, da holding Latam Airlines, quer manter a liderança e a rentabilidade no mercado brasileiro, apesar dos avanços da rival Gol, afirmou o presidente da companhia aérea, Marco Bologna, nesta segunda-feira.

A declaração ocorre em um momento em que a Gol, principal concorrente da TAM, ganha participação de mercado e se aproxima da rival na liderança do mercado brasileiro.

"É importante ser rentável e ser líder", disse Bologna a jornalistas, após participar de evento que marcou a entrada da TAM na aliança Oneworld, um dos passos na fusão com a chilena Lan.

Em fevereiro, a TAM teve participação de mercado de 37,59 por cento, queda ante os 41,60 por cento de um ano antes. Já a Gol viu sua fatia crescer de 34,03 para 36,57 por cento, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

No acumulado do primeiro bimestre, a fatia da TAM passou de 42,15 para 37,89, enquanto a Gol cresceu de 34,12 para 36,95 por cento.

"Entendemos que ser líder é importante... As duas coisas são importantes e ao longo dos últimos anos temos conseguido fazer as duas coisas", disse Bologna, evitando dizer se isso implicaria em uma nova guerra de preços entre as duas companhias.

Questionado sobre as expectativas de 2014, Bologna ressaltou que a TAM espera manter a oferta de voos domésticos estável, com taxa de ocupação acima de 80 por cento, como verificado em 2013. A Gol informou em 25 de março que prevê queda em sua capacidade doméstica entre 1 e 3 por cento este ano.

Sobre a Copa do Mundo, Bologna afirmou que as vendas de passagens até o momento estão dentro do esperado.

(Por Roberta Vilas Boas)