1 de Abril de 2014 / às 01:02 / 3 anos atrás

Produção de petróleo da Petrobras sobe 0,3% em fevereiro ante janeiro

RIO DE JANEIRO, 31 Mar (Reuters) - A produção de petróleo da Petrobras no Brasil subiu 0,3 por cento em fevereiro ante janeiro, apesar de algumas paradas de produção temporárias em plataformas da Bacia de Campos, informou a estatal nesta segunda-feira.

Em fevereiro, a produção de petróleo exclusiva da Petrobras atingiu 1,923 milhão de barris por dia, em média. Incluindo a parcela operada para as empresas parceiras, a produção de petróleo, no Brasil, chegou a 2,021 milhões barris de óleo equivalente dia (bopd), 1,2 por cento acima do volume de janeiro, de 1,997 milhão.

Em fevereiro, a estatal iniciou a desmobilização do FPSO Brasil, no campo de Roncador, cuja produção está sendo finalizada nesta segunda-feira. Os poços serão sucessivamente remanejados para outras plataformas (P-52 e P-54) que operam no mesmo campo, o que deverá ocorrer até o quarto trimestre de 2014.

Também na Bacia de Campos permaneceu interrompida a produção na plataforma P-20, no campo de Marlim, para efetuar reparos nos danos causados pelo incêndio no sistema de produtos químicos da plataforma. Essa interrupção na produção fez a empresa deixar de produzir cerca de 22 mil bopd, informou a Petrobras. A previsão de retorno é nos próximos dias.

“O crescimento da produção reportado em fevereiro foi possível mesmo com essas perdas temporárias, além de paradas de produção para manutenção das plataformas PCE-1, no campo de Enchova, e FPSO Cidade de Anchieta, no campo de Baleia Azul, ambos na Bacia de Campos”, disse a empresa

Em janeiro, a Petrobras amargou queda de 2,4 por cento na produção de petróleo por conta da interrupção da P-20 e de parada de manutenção de outra unidade.

A produção total de petróleo e gás natural da estatal no Brasil em fevereiro foi de 2,327 milhões de boed, 0,7 por cento acima do volume produzido em janeiro.

PRÉ-SAL

O pré-sal bateu novo recorde, com média mensal de produção de 385 mil barris de óleo equivalente por dia, 7,5 por cento superior à produção recorde de janeiro.

Em fevereiro entrou em operação o campo de Sapinhoá, no pré-sal da Bacia de Santos, o primeiro poço interligado a uma boia de sustentação de riser (BSR), o SPS-77, ligado à plataforma (FPSO) Cidade de São Paulo. “O poço vem apresentando excelente desempenho”, disse a empresa.

Segundo a Petrobras, outras três BSRs serão instaladas no primeiro semestre deste ano, e permitirão crescimento da produção da camada pré-sal por meio da interligação de oito novos poços produtores nos FPSOs Cidade de São Paulo e Cidade de Paraty. “Dessa forma, a capacidade máxima de produção e processamento dessas unidades será alcançada até o terceiro trimestre do ano.”

Por Luciana Bruno

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below