África do Sul fica com carga de soja do Brasil cancelada por China

terça-feira, 1 de abril de 2014 13:31 BRT
 

HAMBURGO/JOHANESBURGO, 1 Abr (Reuters) - Um carregamento de cerca de 60 mil toneladas de soja brasileira foi desviado para a África do Sul depois de compradores na China cancelarem o contrato original de compra, disseram comerciantes na Europa e na África do Sul nesta terça-feira.

"A China tem cancelado contratos de soja da América do Sul recentemente, devido à falta de espaço para armazenagem e pelas margens de lucro ruins para a indústria processadora na China", disse um trader europeu.

"A consignação sul-africana é um exemplo de para onde essas remessas estão sendo desviadas."

Um comerciante sul-africano disse que cerca de 60 mil toneladas tinham sido desembarcadas no porto de Durban.

"Uma empresa internacional fez a encomenda, e a remessa é muito bem-vinda, uma vez que havia uma escassez no estoque", disse o comerciante.

Importadores de soja chineses cancelaram até 600 mil toneladas de cargas de soja do Brasil e da Argentina para embarques entre março e maio, disseram fontes do mercado em março.

(Reportagem de Michael Hogan, em Hamburgo, e Olivia Kumwenda em Johanesburgo)

 
Soja sendo carregada num caminhão. Um carregamento de cerca de 60 mil toneladas de soja brasileira foi desviado para a África do Sul depois de compradores na China cancelarem o contrato original de compra, disseram comerciantes na Europa e na África do Sul nesta terça-feira. 24/04/2013 REUTERS/Enrique Marcarian