Superávit comercial soma US$112 mi em março, mas fecha tri com déficit recorde

terça-feira, 1 de abril de 2014 15:43 BRT
 

BRASÍLIA, 1 Abr (Reuters) - A balança comercial brasileira registrou superávit de 112 milhões de dólares em março, no pior resultado para esses meses desde 2001, fechando o primeiro trimestre com déficit recorde de 6,072 bilhões de dólares.

O resultado de março, influenciado pelas importação de bens de consumo, veio praticamente em linha com esperado pela mediana dos especialistas consultados pela Reuters, com projeção de superávit de 100 milhões de dólares.

No mês passado, segundo informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta terça-feira, as exportações somaram 17,628 bilhões de dólares, com queda de 4 por cento pela média diária em comparação a igual período do ano passado e com fortes recuos nos embarques de produtos manufaturados e semimanufaturados.

No ano, as exportações acumularam de 49,588 bilhões de dólares.

Já as importações ficaram em 17,516 bilhões de dólares em março, com alta de 2,1 por cento pela média diária, influenciada por mais compras de bens de consumo, matérias-primas e produtos manufaturados. Nos três primeiros meses do ano, as importações somam 55,660 bilhões de dólares no ano.

Os dados fracos da balança comercial levaram o Banco Central a reduzir para 8 bilhões de dólares, ante 10 bilhões de dólares, a previsão do superávit comercial para este ano.

Com isso, elevou para 80 bilhões de dólares suas contas para o déficit em transações correntes neste ano.

(Por Luciana Otoni)