Reguladores da UE multam Goldman Sachs, Prysmian e outros por cartel

quarta-feira, 2 de abril de 2014 09:13 BRT
 

BRUXELAS, 2 Abr (Reuters) - O banco de investimento Goldman Sachs, a maior fabricante de cabos do mundo, a Prysmian, a Nexans e oito empresas de cabo foram multadas em um total de 302 milhões de euros (416 milhões de dólares) por reguladores antitruste da União Europeia nesta quarta-feira por operar um cartel.

O cartel de cabos de energia funcionou por quase 10 anos a partir de 1999, com as companhias compartilhando mercados e alocando clientes entre eles próprios, disse a autoridade antitruste da UE.

A Prysmian recebeu a maior multa, de 104,6 milhões de euros, que incluiu uma multa conjunta de 37,3 milhões de euros com o Goldman Sachs. O banco adquiriu a companhia italiana por meio de um de seus fundos de private equity em 2005, mas já vendeu sua participação.

A Comissão Europeia disse que outros membros do cartel incluindo as empresas japonesas de cabos Exsym Corporation, J-Power Systems Corporation e Viscas Corporation, a sul-coreana LS Cable & System e a General Cable via sua subsidiária Silec.

"Parte deste plano era de alocar importantes projetos de cabos de energia de alta voltagem no Espaço Econômico Europeu, incluindo grandes projetos de infraestrutura e energia renovável como parques eólicos offshore", disse a Comissão.

(Por Foo Yun Chee)