Produção industrial sobe 0,4% em fevereiro, 2º mês de alta, com bens duráveis

quarta-feira, 2 de abril de 2014 10:50 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO, 2 Abr (Reuters) - A produção industrial no Brasil fechou fevereiro com alta de 0,4 por cento, segundo mês seguido no azul, movimento que foi suficiente para anular a perda vista no final do ano passado e um sinal de que a recuperação da atividade pode estar melhor.

O desempenho de fevereiro veio após alta mensal de 3,8 por cento em janeiro, número que foi revisado de 2,9 por cento, informou nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O IBGE destacou que com esses resultados a produção acumulou nos dois primeiros meses do ano expansão de 4,2 por cento, igualando a perda acumulada em novembro e dezembro de 2013.

"Há uma melhora no ritmo da indústria, especialmente quando se compara com o fim de 2013. Tivemos um perfil disseminado em fevereiro embora a magnitude do total da indústria tenha se dado numa intensidade menor que em janeiro", destacou o economista do IBGE André Macedo.

Na comparação com o mesmo mês de 2013, a produção industrial registrou alta de 5,0 por cento em fevereiro, interrompendo dois meses seguidos de taxas negativas nessa base de comparação.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de alta de 0,50 por cento na base mensal e avanço de 4,90 por cento na anual na mediana de 24 projeções.

BENS DURÁVEIS

O maior destaque de alta em fevereiro ficou para o setor de Bens Duráveis, com expansão mensal de 3,3 por cento, levando a categoria Bens de Consumo a avançar 0,5 por cento no período. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção de Bens Duráveis saltou 20,9 por cento e a de Bens de Consumo em geral, 7,4 por cento.   Continuação...