Oi lança oferta de ações nesta quinta

quinta-feira, 3 de abril de 2014 15:47 BRT
 

SÃO PAULO, 3 Abr (Reuters) - O grupo de telecomunicações Oi iniciou oferta primária de ações nesta quinta-feira, na qual oferecerá 5,75 bilhões de ações em lote inicial, numa operação que consiste em parte importante do acordo de fusão com a Portugal Telecom.

Segundo prospecto divulgado ao mercado, as ações da oferta brasileira serão colocadas no país pelos coordenadores em regime de garantia firme. Fazem parte do grupo bancos como o BTG Pactual, coordenador líder da operação, além de Bank of America Merrill Lynch, Credit Suisse, entre outros.

A companhia acrescentou que "não será admitida distribuição parcial no âmbito da oferta global, sendo possível que a oferta venha a ser cancelada caso não haja investidores suficientes interessados em subscrever a totalidade das ações objeto da oferta".

O período de reserva da oferta será em 10 de abril, com encerramento no dia 24 do mesmo mês. No documento, a Oi informou que o preço por ação preferencial será fixado em 28 de abril, com a negociação dos papéis em bolsa marcada para 30 de abril.

Seguindo informações divulgadas na véspera pela Oi, a oferta contará com a emissão de um lote padrão formado por até 1.917.028.657 ações ordinárias e 3.834.057.315 ações preferenciais, podendo ser ampliada com lotes suplementar -- mais 287.554.298 ações ON e 575.108.597 ações PN -- e adicional -- mais 383.405.731 papéis ON e 766.811.463 PN.

Incluindo lotes suplementar e adicional, a operação pode movimentar até 22,75 bilhões de reais, considerando o preço de fechamento das ações da companhia na terça-feira.

(Por Marcela Ayres)

 
Logomarca do grupo de telecomunicações Oi dentro de Shopping, em São Paulo. O grupo anunciou iniciou oferta primária de ações nesta quinta-feira, numa operação que consiste em parte importante do acordo de fusão com a Portugal Telecom. 02/04/2014 REUTERS/Nacho Doce