Preços globais de alimentos têm maior nível em quase 1 ano, diz FAO

quinta-feira, 3 de abril de 2014 11:46 BRT
 

ROMA, 3 Abr (Reuters) - Os preços globais de alimentos subiram em março para o maior patamar em quase um ano, puxados por clima desfavorável para lavouras e tensões políticas na Ucrânia, disse a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) nesta quinta-feira.

O índice de preços da FAO, que avalia mensalmente as mudanças de preços de um conjunto de cereais, oleaginosas, lácteos, carnes e açúcar, ficou em 212,8 pontos em março, alta de 4,8 pontos, ou 2,3 por cento, ante fevereiro. Foi o maior nível desde maio de 2013.

Enquanto o clima foi o principal fator afetando as plantações, a anexação da Crimeia pela Rússia levou temores ao mercado de grãos --ao de trigo em especial-- e ameaçou afetar relações de comércio, disseram economistas da FAO à Reuters.

O índice de preços do açúcar teve o maior aumento, de 7,9 por cento ante o mês anterior, acompanhando uma seca que prejudicou canaviais no Brasil e reduziu produção de açúcar na Tailândia.

(Por Naomi O'Leary)