Citigroup enfrenta processo criminal por fraude em unidade mexicana

quinta-feira, 3 de abril de 2014 16:40 BRT
 

3 Abr (Reuters) - Autoridades federais dos Estados Unidos abriram uma investigação criminal sobre uma fraude de 400 milhões de dólares envolvendo a unidade mexicana do Citigroup, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

O Citigroup divulgou em fevereiro que havia descoberto pelo menos 400 milhões de dólares em empréstimos fraudulentos em sua subsidiária no México, Banco Nacional de México, conhecido como Banamex, e disse que empregados poderiam estar envolvidos no crime.

Os maus empréstimos foram feitos para a empresa de serviços de petróleo mexicana Oceanografia, contratada pela petrolífera estatal mexicana Pemex.

O jornal New York Times foi o primeiro a divulgar sobre o inquérito criminal.

A investigação, supervisionada pelo FBI e procuradores dos Estados Unidos em Manhattan, busca averiguar se problemas nos controles internos do Citigroup contribuíram para a fraude no México, informou o jornal.

(Reportagem de Supriya Kurane, em Bangalore)

 
Fachada do Banco Nacional de México, conhecido como Banamex, uma unidade mexicana do Citigroup. Autoridades federais dos EUA abriram uma investigação sobre uma fraude de 400 milhões de dólares envolvendo a unidade mexicana, na Cidade do México. 01/03/2014 REUTERS/Edgard Garrido