Ucrânia negocia compra de gás de vizinhos europeus após Rússia elevar preço

sexta-feira, 4 de abril de 2014 10:26 BRT
 

KIEV, 4 Abr (Reuters) - A Ucrânia iniciou negociações emergenciais com vizinhos europeus sobre a possibilidade de importar gás natural do Ocidente, disse o primeiro-ministro ucraniano, Arseny Yatseniuk, nesta sexta-feira.

A urgência de assegurar oferta barata de gás cresceu desde que Moscou elevou os preços cobrados de Kiev duas vezes na última semana, quase dobrando as tarifas em três dias.

"Estamos realizando conversas emergenciais com nossos parceiros europeus. Uma maneira de resolver o problema é reverter gás de países da União Europeia", disse Yatseniuk a repórter, acrescentando que os principais candidatos para as importações são Eslováquia, Hungria e Polônia.

"Do ponto de vista técnico, a ideia de reverter gás não traz nenhum problema e esperamos que nossos parceiros europeus tomem a decisão correta. Se isso for feito, significa preços de gás 150 dólares mais baixos que o gás da Rússia", disse.

A Rússia elevou o preço do gás para 485 dólares por mil metros cúbicos para a Ucrânia, que está envolvida na maior tensão entre Leste e Oeste desde o fim da Guerra Fria.

A Ucrânia supre 50 por cento do seu consumo de gás com compras da Rússia.

(Por Pavel Polityuk)