Ações europeias ampliam rali por fusões e aquisições e BCE

sexta-feira, 4 de abril de 2014 14:23 BRT
 

Por Blaise Robinson

PARIS, 4 Abr (Reuters) - As ações europeias fecharam em alta nesta sexta-feira, impulsionadas por notícias sobre fusões e aquisições no setor de construção, especulações sobre mais estímulos do Banco Central Europeu (BCE) e dados sobre o mercado de trabalho norte-americano que sugeriram ritmo sólido de contratações pelo segundo mês consecutivo.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,56 por cento, a 1.352 pontos, maior nível em cinco anos e meio e nono avanço consecutivo.

O papel da Lafarge saltou 8,9 por cento e a ação da Holcim subiu 6,9 por cento após as duas maiores produtoras de cimento do mundo informarem que estão negociando fusão. A operação pode ser a maior da Europa no ano até agora, criando uma empresa com valor de mercado de mais de 50 bilhões de dólares.

"De um ponto de vista geográfico e industrial, a fusão seria significativa", disse Abdelkader Benchiha, analista da Natixis. "A Lafarge é forte na África e no Oriente Médio, onde a Holcim está quase ausente. Por outro lado, a Holcim tem forte presença na América Latina, onde a Lafarge não está estabelecida".

Ações espanholas e italianas também figuraram entre os maiores ganhos. O avanço acelerou na reta final do pregão, diante de notícias de que o Banco Central Europeu (BCE) teria modelado os efeitos econômicos da compra de 1 trilhão de euros (1,37 trilhão de dólares) em ativos como parte de programa de "quantitative easing".

As bolsas também foram impulsionadas pelo relatório de emprego dos EUA, que mostrou criação de 192 mil vagas no mês passado, ligeiramente abaixo da projeção de 200 mil, após ganhos de 197 mil em fevereiro. A taxa de desemprego permaneceu em 6,7 por cento.

O índice FTSEurofirst 300 teve alta de 0,56 por cento, a 1.352 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,7 por cento, a 6.695 pontos.   Continuação...