Líbia e rebeldes chegam a acordo para reabrir 2 portos petrolíferos ocupados

domingo, 6 de abril de 2014 17:04 BRT
 

TRÍPOLI, 6 Abr (Reuters) - O governo da Líbia alcançou acordo com rebeldes neste domingo para reabrir dois portos petrolíferos ocupados que respondem por exportações de 200 mil barris por dia de petróleo, em um importante avanço para o fim de um bloqueio de oito meses.

Os portos de Zueitina e Hariga --os dois menores de quatro terminais tomados por rebeldes que exigem mais autonomia de Trípoli e uma maior fatia da riqueza do petróleo --serão reabertos no domingo, segundo o acordo.

O ministro da Justiça da Líbia disse que outros dois portos ocupados maiores, Ras Lanuf e Es Sider, serão reabertos depois de duas a quatro semanas de mais negociações com os rebeldes federalistas, que também disseram que mais discussões são necessárias.

"Os portos de Zueitina e Hariga serão entregues ao Estado com a assinatura desse acordo. Os manifestantes estão proibidos de retornar ou obstruir o trabalho nos portos", disse o ministro da Justiça, Salah al-Marghani, lendo o acordo.

Os detalhes do acordo não são conhecidos, mas a reabertura dos dois portos vai impulsionar o fraco governo da Líbia, que tem dificuldades para controlar o país quase três anos depois de um levante ter derrubado o líder Muammar Gaddafi.

(Reportagem de Ulf Laessing, Ayman al-Warfalli e Feras Bosalum)