Ações do Credit Suisse caem com perspectiva de novo caso fiscal nos EUA

segunda-feira, 7 de abril de 2014 10:15 BRT
 

ZURIQUE, 7 Abr (Reuters) - As ações do Credit Suisse caíam nesta segunda-feira após notícias no final de semana que diziam que autoridades financeiras em Nova York pediram documentos do banco para verificar se ele mentiu sobre a criação de paraísos fiscais, em um sinal de que o banco suíço pode enfrentar novos problemas jurídicos nos Estados Unidos.

O superintendente dos serviços financeiros de Nova York, Benjamin Lawsky, procurou documentos do segundo maior banco da Suíça, disse à Reuters uma fonte com conhecimento do assunto.

O Credit Suisse não quis comentar.

As ações do banco caíam 2,58 por cento às 10h06 (horário de Brasília).

O jornal The New York Times informou no domingo que o Departamento de Justiça dos EUA estava considerando um acordo com o Credit Suisse envolvendo uma penalidade em dinheiro superior aos 780 milhões de dólares pagos pelo UBS em 2009, mas estava fazendo pressão por uma confissão de culpa por parte de uma subsidiária do banco suíço.

Diversos bancos suíços estão sendo investigados por autoridades dos EUA que suspeitam que as instituições financeiras ajudaram norte-americanos ricos a sonegar impostos.

(Por Silke Koltrowitz e Oliver Hirt)