Bouygues e Iliad fazem ações europeias fecharem em queda após máximas

segunda-feira, 7 de abril de 2014 14:24 BRT
 

Por Alistair Smout

LONDRES, 7 Abr (Reuters) - As ações europeias fecharam em queda nesta segunda-feira após rali de três semanas, pressionadas pelos papéis das companhias francesas Iliad e Bouygues devido a expectativas de que a proposta fracassada de aquisição pela Bouygues prejudique o resultado de ambas as empresas.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações do continente, fechou em queda de 1,25 por cento, a 1.335 pontos, recuando da máxima de cinco anos e meio atingida na sexta-feira e registrando a maior queda em um mês.

O papel da Bouygues caiu 6 por cento, para 29 euros, enquanto a ação da Iliad perdeu 5,5 por cento após a Numericable ganhar uma guerra de ofertas contra a Bouygues pela unidade de telecomunicações da Vivendi, a SFR. Os papeis da Numericable saltaram 14,8 por cento.

O papel da Bouygues acumulava alta de 12,9 por cento no ano, em comparação com o avanço de 3,9 por cento do Euro STOXX 50.

"Acreditamos que a recente performance dos preços das ações ocorreu devido à possibilidade de que essa transação avançasse", escreveu a analista do RBC Capital Markets, Olivia Peters. "Estimamos que o papel da Bouygues vale agora 27 euros, tendo descartado o impacto positivo da possível fusão".

O declínio do papel da Iliad foi o maior no índice de tecnologia STOXX Europe 600, que fechou em queda de 2 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,09 por cento, a 6.622 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,91 por cento, para 9.510 pontos.   Continuação...