CVM prorroga prazo de defesa de Eike em caso envolvendo OGX

terça-feira, 8 de abril de 2014 09:12 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Abr (Reuters) - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu prorrogar o prazo para defesa do empresário Eike Batista, em um caso envolvendo a empresa OGX, atualmente denominada Óleo e Gás, segundo despacho no Diário Oficial desta terça-feira.

Eike terá até o dia 14 de maio para apresentar sua defesa em relação ao descumprimento de lei que determina que administradores de companhias abertas guardem sigilo sobre informações que ainda não tenham sido divulgadas ao mercado, sendo vedada a utilização desses dados para compra ou venda de valores mobiliários.

No processo, Eike também é questionado por manipulação de preços.

A empresa petroleira do grupo de Eike entrou com pedido de recuperação judicial em outubro do ano passado.

A CVM também prorrogou o prazo de defesa de executivos da petroleira HRT para o dia 27 de maio, em processo que apura a negociação de ações da companhia antes da divulgação de fato relevante.

(Por Roberta Vilas Boas; Edição de Marcela Ayres)