China facilita regra de fusões e aquisições para seguradoras

terça-feira, 8 de abril de 2014 13:21 BRT
 

XANGAI/HONG KONG, 8 Abr (Reuters) - A decisão da China de parcialmente flexibilizar regras sobre fusões e aquisições na indústria de seguros deve gerar uma expansão da presença de companhias globais do setor no mercado de 288 bilhões de dólares.

Pequim permitirá que seguradoras, incluindo unidades chinesas de companhias internacionais, comprem participações em mais de uma empresa que compete no mesmo segmento de mercado, segundo comunicado da Comissão de Regulação de Seguros da China (CIRC).

As regras antigas proibiam seguradoras de comprarem participações em mais de uma empresa que compete com elas nos mesmos produtos.

A decisão marca outro passo na liberalização gradual do indústria de seguros do país nos últimos anos, que tem visto restrições tornarem difícil para seguradoras estrangeiras obterem escala.

"As novas regras permitirão a seguradoras estrangeiras comprarem seguradoras domésticas que tenham licença nacional, uma maneira altamente atraente de se conseguir escala de distribuição", disse Maurice Williams, diretor da corretora Willis Re. "Não há dúvida que isso transforma o potencial de investimento para seguradoras estrangeiras na China", acrescentou.

As seguradoras europeias AXA e Allianz e a canadense Manulife Financial estão entre grupos globais que operam na segunda maior economia do mundo via joint-ventures domésticas.

(Por Lu Jianxin e Pete Sweeney em Xangai e Lawrence White em Hong Kong)