Ação da Usiminas cai mais de 5% com temor sobre julgamento do Cade

terça-feira, 8 de abril de 2014 15:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Usiminas caíam mais de 5 por cento no pregão desta terça-feira, na maior baixa do Ibovespa, em meio a temores de que a CSN tenha que se desfazer de parte de sua participação na rival por decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Às 15h06, a ação preferencial da Usiminas caía 5,78 por cento, a 9,62 reais, diante de variação negativa de 0,97 por cento do Ibovespa. No mesmo instante, o papel da CSN cedia 1,22 por cento, a 9,71 reais.

Em sessão programada para quarta-feira, o Cade julgará a aquisição de ações da Usiminas pela CSN em 2011. As empresas são rivais em diversos mercados de produtos de aço.

"Há um certo receio de que a CSN seja obrigada a se desfazer de parte dos papéis na Usiminas. Se for, vai pressionar demais a ação (da Usiminas) para baixo", afirmou o economista Hersz Ferman, da Elite Corretora.

Em 2012, o Cade determinou, por medida cautelar provisória, que a CSN parasse de adquirir ações da Usiminas e que deixasse de exercer direitos decorrentes de sua participação acionária na rival.

Segundo dados mais recentes, no final de 2012 a CSN tinha 20,69 por cento das ações preferenciais e 14,13 por cento das ações ordinárias da Usiminas.

(Por Priscila Jordão)