Ações asiáticas sobem após ata do Fed, inabaladas por exportações chinesas

quinta-feira, 10 de abril de 2014 07:20 BRT
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO, 10 Abr (Reuters) - As ações asiáticas atingiram máximas em cinco meses nesta quinta-feira uma vez que investidores receberam bem a ata do Federal Reserve, que sugeriu que as autoridades do banco central dos Estados Unidos serão mais cautelosas em relação a aumentar as taxas de juros do que os mercados haviam pensado.

Os ativos com mais risco também não se abalaram com dados fracos sobre as exportações chinesas já que analistas disseram que os números provavelmente foram distorcidos por um superfaturamento no ano passado para contornar controles de capital mais rígidos.

Às 7h14 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,79 por cento, perto do pico em cinco meses de outubro, enquanto o índice japonês Nikkei reduziu os ganhos do começo da sessão e fechou estável.

A ata do Fed mostrou que os integrantes do banco central se mostraram preocupados com a possibilidade de investidores reagirem de forma exagerada a novas previsões que pareciam sugerir um ciclo de alta no juros mais agressivo do que o planejado pelas autoridades.