Ministério Público recomenda venda de ativos da Anhanguera para fusão com Kroton

quinta-feira, 10 de abril de 2014 16:34 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 10 Abr (Reuters) - O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a venda de ativos de ensino à distância e de graduação presencial da Anhanguera diante da fusão da companhia com a Kroton.

O parecer sugere a venda da Uniderp, pertencente à Anhanguera. A Uniderp está localizada em Mato Grosso do Sul e tem três campi no Estado, oferecendo cursos de graduação e pós-graduação e à distância. O documento não é vinculativo para uma decisão pelo Tribunal do Cade, que avalia a união das empresas.

Em fato relevante nesta quinta-feira, Kroton e Anhanguera informaram que o MPF emitiu parecer junto ao Cade recomendando a transferência de ativos da Anhanguera no mercado de ensino à distância e no de graduação presencial considerados problemáticos do ponto de vista da defesa da competição.

No documento, Kroton e Anhanguera adicionaram que continuam buscando solução com o Tribunal do Cade para obter a aprovação do acordo de associação dentro do prazo legal.

As ações da Anhanguera recuavam mais de 5 por cento após o anúncio, e as da Kroton perto de 1 por cento. O Ibovespa recuava 0,86 por cento, às 16h04 (horário de Brasília).

(Por Juliana Schincariol)