Nasdaq tem maior queda desde novembro de 2011 por biotecnologia

quinta-feira, 10 de abril de 2014 18:07 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK, 10 Abr (Reuters) - O índice acionário norte-americano Nasdaq teve nesta quinta-feira a maior queda em dois anos e meio, após um novo movimento de vendas generalizadas em ações de biotecnologia e de outros papéis que vinham subindo bastante, como Gilead Sciences e TripAdvisor, elevando a expectativa dos investidores em relação a um recuo mais amplo do mercado.

O Nasdaq caiu 3,10 por cento, para 4.054 pontos. O índice Dow Jones recuou 1,62 por cento, para 16.170 pontos, e o Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 2,09 por cento, aos 1.833 pontos.

O subíndice de biotecnologia do Nasdaq perdeu 5,64 por cento, o pior desempenho diário desde agosto de 2011, ampliando as recentes perdas desde que a recente queda nos papéis da Gilead há duas semanas desencadeou amplas vendas em ações de biotecnologia e de outras empresas que estavam acumulando fortes ganhos.

O S&P 500 teve nesta quinta-feira seu maior recuo percentual desde 3 de fevereiro. O Nasdaq acumula agora queda de 7 por cento desde que atingiu a máxima do ano, em 5 de março.

"Essa é uma venda generalizada bastante drástica, mas não é totalmente inesperada", afirmou o diretor de operações e derivativos da Charles Schwab, Randy Frederick.

"Muitas das ações que puxaram o mercado para as máximas têm sido negociadas a valores estratosféricos. E, no longo prazo, isso pode ou não se materializar. A questão é: em que ponto elas se tornam muito caras? Neste momento, acho que elas estão um pouco caras."

Para Frederick, há grande chance de as vendas se espalharam para áreas além das ações de empresas que avançaram bastante recentemente.