Anima Educação compra Universidade São Judas Tadeu em SP por R$320 mi

quinta-feira, 10 de abril de 2014 19:01 BRT
 

Por Juliana Schincariol

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Anima Educação anunciou nesta quinta-feira a compra da Universidade São Judas Tadeu, em São Paulo, por 320 milhões de reais, em sua primeira aquisição após a oferta pública inicial de ações (IPO) realizada em outubro passado.

Segundo a Anima, o valor será pago em duas parcelas, uma de 256 milhões de reais na data de fechamento do negócio e outra de 64 milhões de reais que será ajustada sobre capital de giro e paga mais adiante.

A operação também prevê a locação de longo prazo de todos os imóveis que servem de campi para a Universidade São Judas Tadeu, acrescentou a empresa.

O Itaú BBA assessorou a Anima Educação na operação, enquanto a São Judas foi orientada pela Singular Partners e GCN/Gasparini, De Cresci e Nogueira de Lima Advogados.

"A aquisição da Universidade São Judas Tadeu representa um importante passo na estratégia de expansão nacional da Anima Educação, consolidando sua atuação no maior mercado de educação superior do país", disse a companhia.

Com a integração da São Judas, a Anima Educação passa a ter uma base consolidada de aproximadamente 81,2 mil alunos no primeiro semestre de 2014, sem considerar o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

A São Judas teve receita líquida de cerca de 183 milhões de reais em 2013 e Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de 32,2 milhões.

Juntas, as empresas tiveram receita líquida proforma de 644,1 milhões de reais no ano passado e Ebitda ajustado de 129,7 milhões de reais.

Segundo apresentação a investidores e analistas publicada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as potenciais sinergias já identificadas são de 12 milhões de reais ao ano e serão integralmente capturadas até o quarto ano da aquisição.

A Anima movimentou 468,2 milhões de reais em seu IPO no ano passado, sendo 390,2 milhões na oferta primária. Antes do IPO, a companhia fez aquisições em Minas Gerais e São Paulo, entre 2003 e 2009.