Energisa conclui compra do Grupo Rede e iniciará pagamento a credores

sexta-feira, 11 de abril de 2014 20:22 BRT
 

SÃO PAULO, 11 Abr (Reuters) - A Energisa informou nesta sexta-feira que concluiu a compra do controle do Grupo Rede Energia e iniciará o pagamento a credores na segunda-feira, dia 14.

Com a conclusão do negócio, a Energisa iniciou nesta sexta-feira o processo de escolha de diretores para as distribuidoras do grupo, assumindo a gestão dessas concessionárias que estavam sob intervenção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) até meados desta semana.

Em fato relevante, a Energisa informou que "não realizará oferta pública para aquisição de ações de acionistas minoritários face a desnecessidade em razão do valor imaterial pago em contrapartida à aquisição de ações representativas do controle direto e indireto das sociedades do Grupo Rede". A Energisa adquiriu o controle do Grupo Rede Energia pelo valor simbólico de 1 real.

A Aneel havia aprovado na terça-feira o fim da intervenção nas distribuidoras do grupo.

Com a formalização da transferência ocorrida nesta sexta-feira, as distribuidoras Enersul (MS), Companhia Força e Luz do Oeste (PR), Caiuá (SP), Bragantina (SP), Vale Paranapanema (SP),Nacional (SP), Cemat (MT) e Celtins (TO) passam totalmente a ser geridas pela Energisa.

O presidente da Energisa, Ricardo Botelho, disse nesta sexta-feira que o plano de recuperação judicial do Grupo Rede ainda precisa ser homologado nos Estados Unidos, para que os detentores de bônus comecem a receber os créditos. "Esperamos para bem breve (a homologação), os advogados do Rede que estão cuidando do assunto colocaram que isso seria nos próximos dias", disse.

Com a aquisição do Grupo Rede, a Energisa passa a atender 6 milhões de clientes em 788 municípios de nove estados, em todas as regiões do país.

A Energisa fará um aporte de 1,2 bilhão de reais nas distribuidoras adquiridas para correção das transgressões e a melhoria da situação econômica e financeira das concessionárias. Este montante é adicional aos compromissos do Rede assumidos pela Energisa no âmbito do plano de recuperação judicial, que totalizam 1,95 bilhão de reais a serem desembolsados aos credores. Deste montante, a parcela à vista de cerca 500 milhões de reais será paga de imediato aos credores.

(Por Anna Flávia Rochas)