Ucrânia prepara resposta armada após cidade ser tomada por forças pró-Rússia

sábado, 12 de abril de 2014 16:48 BRT
 

Por Pavel Polityuk e Thomas Grove

KIEV, 12 Abr (Reuters) - Separatistas armados praticamente tomaram controle de uma cidade no leste da Ucrânia neste sábado e Kiev preparou tropas para lidar com o que chamou de "um ato de agressão da Rússia".

Ativistas pró-Rússia carregando armas automáticas tomaram prédios do governo em Slaviansk e levantaram barricadas nos arredores da cidade. Prédios oficiais em diversas cidades vizinhas também foram atacados.

Os acontecimentos elevaram preocupações sobre uma possível "guerra do gás", que pode interromper o fornecimento de energia no continente.

"As autoridades ucranianas consideram os eventos uma demonstração de agressão externa por parte da Rússia", disse o ministro do Interior, Arsen Avakov, em comunicado.

"Unidades dos ministérios do Interior e Defesa estão implementando um plano de resposta operacional", acrescentou.

A Rússia e a Ucrânia estão inseridas em uma tensa disputa depois que protestos em Kiev derrubaram o presidente pró-Kremlim Viktor Yanukovich. Logo depois, os russos enviaram suas tropas para anexar a Crimeia, que era parte da Rússia até 1954.

Moscou nega quaisquer planos de enviar forças para o país ou dividir a Ucrânia, mas autoridades de Kiev favoráveis à integração com o ocidente acreditam que a Rússia está tentando criar um pretexto para uma nova intervenção.

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmou que forças armadas russas estão se concentrando na fronteira leste da Ucrânia, enquanto Moscou disse que se tratam de movimentações rotineiras.   Continuação...