CEO do Twitter e co-fundadores não venderão ações após fim de restrição pós-IPO

segunda-feira, 14 de abril de 2014 13:14 BRT
 

14 Abr (Reuters) - Os co-fundadores do Twitter, Jack Dorsey e Evan Williams, e o presidente-executivo, Richard Costolo, informaram a reguladores norte-americanos que não pretendem vender as ações da empresa de microblog depois do fim o período de restrições após a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em maio.

O Twitter, que estreou na Bolsa de Nova York em 7 de novembro, teve uma restrição de 180 dias na venda de ações por investidores iniciais.

Outro investidor do Twitter, Benchmark, informou a reguladores que não pretende vender as ações antes ou imediatamente após o término do período de bloqueio em 5 de maio.

A Benchmark Capital Management está entre os cinco principais investidores do Twitter.

As ações do Twitter, que foram vendidas ao preço de 26 dólares cada em seu IPO, subiam 3,59 por cento às 13h13 (horário de Brasília) na New York Stock Exchange.

(Reportagem de Supantha Mukherjee em Bangalore)