Ministério diz que ainda não há definição sobre venda de estoques de café

segunda-feira, 14 de abril de 2014 13:19 BRT
 

SÃO PAULO, 14 Abr (Reuters) - O Ministério da Agricultura do Brasil informou nesta segunda-feira que, "no momento", não há definição sobre uma sugestão feita pelo setor produtivo na semana passada para que o governo venda seus estoques públicos de café em meio a uma quebra de safra no maior produtor e exportador global da commodity.

De acordo com o Conselho Nacional do Café (CNC), a venda dos estoques poderia evitar grandes volatilidades de preços, enquanto o mercado reage a notícias de quebra acentuada de safra no Brasil.

"Os estudos continuam e a decisão será tomada pelo Ciep (Conselho Interministerial de Estoques Públicos) no momento oportuno", afirmou o ministério, por meio de sua assessoria de imprensa.

Os estoques governamentais de café atualmente somam cerca de 1,6 milhão de sacas, ou aproximadamente 8 por cento do consumo anual do Brasil, estimado em aproximadamente 20 milhões de sacas de 60 kg. O país exporta mais de 30 milhões de sacas por ano.

Os contratos futuros do café arábica operavam em alta na bolsa de Nova York por volta das 13h (horário de Brasília), após terem recuado mais cedo dos patamares mais altos em mais de dois anos registrados na semana passada, por preocupações com o tamanho da safra do Brasil.

Uma frente fria avança para a o Sudeste trazendo chuvas para as áreas de café afetadas pela seca.

(Por Roberto Samora)