SKF diz que América do Norte e Ásia vão puxar retomada da demanda no 2º tri

terça-feira, 15 de abril de 2014 11:29 BRT
 

ESTOCOLMO, 15 Abr (Reuters) - A sueca SKF, a maior fabricante de rolamentos do mundo, disse esperar que a demanda tenha uma ligeira retomada no segundo trimestre depois de um começo de 2014 no qual a cautela entre algumas companhias industriais na Europa e um clima severo nos Estados Unidos reduziram a atividade.

A companhia que serve como um termômetro para a atividade manufatureira disse que vê a demanda se firmando na América do Norte e na Ásia, enquanto a atividade na Europa, responsábel por mais de 40 por cento de seus negócios, e na América Latina deve ter estabilidade.

A SKF, cujos clientes vão desde fabricantes de skates a usinas de energia eólica, avisou no mês passado que uma cautela entre consumidores nos dois lados do Atlântico Norte conteve um esperado aumento no volume de vendas, embora não tenha chegado a emitir um alerta formal de lucro.

A companhia, uma concorrente da norte-americana Timken e da alemã Schaeffler AG , disse nesta terça-feira que uma demanda crescente em energia, automóveis e veículos leves, ferrovias e o setor aeroespacial vai oferecer um impulso nos próximos meses.

A SKF disse que o lucro operacional no primeiro trimestre subiu para 2,02 bilhões de coroas (307,83 milhões de dólares) ante 1,48 bilhão de coroas um ano antes, em linha com uma estimativa média de 2 bilhões de coroas em uma pesquisa da Reuters com analistas.

(Por Niklas Pollard e Johannes Hellstrom)