Aneel aprova preços-teto R$262 e R$271/MWh para leilão de energia A-0

terça-feira, 15 de abril de 2014 13:31 BRT
 

15 Abr (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira o edital do leilão de energia existente A-0, marcado para 30 de abril, com preços-teto de 262 reais por megawatt-hora (MWh) para energia termelétrica, inclusive biomassa, e 271 reais por MWh para energia hidrelétrica, no produto por quantidade.

O leilão será destinado a reduzir a descontratação superior a 3,3 gigawatts (GW) médios de energia das distribuidoras de eletricidade. Seu sucesso é crucial para reduzir a necessidade de ajuda financeira a essas companhias com recursos do Tesouro Nacional ou captados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) com bancos, para cobrir gastos relacionados à energia termelétrica mais cara que estão tendo que contratar no curto prazo.

O leilão de energia existente irá contratar energia de empreendimentos já prontos, para entrega em um único período, de 1o de maio deste ano até 31 de dezembro de 2019.

A definição de preços-teto e de prazo para a venda de energia no leilão A-0 eram considerados essenciais por agentes do setor elétrico para garantir que o certame cubra toda a descontratação das distribuidoras de eletricidade e evite um reajuste maior na conta de luz.

Analistas consideravam que haveria dificuldade em calibrar um preço alto o suficiente para convencer geradores a vender energia em contratos de longo prazo no leilão --em vez de continuar obtendo altíssimos ganhos no curto prazo-- e, ao mesmo tempo, que não fosse tão alto a ponto de não reduzir de forma significativa os gastos com energia que as distribuidoras estão tendo no curto prazo.

Segundo o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) André Pepitone, o edital do leilão deverá ser publicado ainda nesta terça-feira em edição extra do Diário Oficial da União.

A audiência pública sobre o edital do leilão A-0 recebeu um total de 70 contribuições, entre elas da Petrobras, uma das empresas apontadas como possível grande ofertante de energia térmica no leilão. Também houve contribuições da Energias do Brasil, além de associações representativas de geradoras, entre outras.

 
Torres de transmissão de energia elétrica em uma fazenda de café, em Santo Antônio do Jardim. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira o edital do leilão de energia existente A-0, marcado para 30 de abril, com preços-teto de 262 reais por megawatt-hora (MWh) para energia termelétrica, inclusive biomassa, e 271 reais por MWh para energia hidrelétrica, no produto por quantidade. 06/02/2014 REUTERS/Paulo Whitaker