Embraer tem menor entrega de jatos comerciais em pelo menos 5 anos

terça-feira, 15 de abril de 2014 17:39 BRT
 

SÃO PAULO, 15 Abr (Reuters) - A Embraer, maior fabricante mundial de jatos regionais, divulgou nesta terça-feira a menor quantidade trimestral de entregas de jatos comerciais em pelo menos cinco anos.

A empresa entregou apenas 14 aeronaves comerciais E-Jets no primeiro trimestre, abaixo das 17 unidades em igual período do ano passado.

As entregas na aviação comercial representam mais da metade da receita da companhia e a sua maior fraqueza pelo menos desde 2009 ofuscou uma melhora na performance da divisão de aviões executivos nos primeiros meses de 2014.

Dados preliminares também apontam para descontos importantes no valor dos E-Jets entregues aos clientes da Embraer de janeiro a março, destacaram analistas do Credit Suisse em relatório, com negociações para conquista de grandes encomendas de companhias aéreas dos Estados Unidos pesando na lucratividade.

A Embraer espera manter suas margens estáveis em 2014 ante 2013 com a melhora na aviação executiva para compensar os descontos nos grandes pedidos de jatos comerciais.

As entregas de jatos executivos no primeiro trimestre aumentaram para 20 unidades, contra 12 um ano antes, com forte demanda pelo modelo Phenom 300.

Os analistas do Credit Suisse ressaltaram "o bom trimestre" no segmento de aviação executiva, estimando que a lucratividade desse negócio subirá de 1 a 2 pontos percentuais neste ano.

A carteira de pedidos da Embraer totalizava 19,2 bilhões de dólares no fim de março, um aumento de 1 bilhão de dólares sobre dezembro, impulsionada pela adição de uma encomenda de 50 jatos da companhia aérea Air Costa, da Índia.

No total, a Embraer entregou 34 jatos comerciais e executivos no primeiro trimestre, alta de 17,2 por cento sobre um ano antes.

O número de entregas é acompanhado de perto pelo mercado, já que a fabricante contabiliza a receita com a venda no momento da entrega da aeronave.

(Por Roberta Vilas Boas e Brad Haynes)